quinta-feira, 8 de junho de 2017

Pétala nº 1840

“Um amor excessivo é um amor culpado.” 

Milan Kundera, escritor checo (1929-), in “A valsa do adeus”, Ed. Dom Quixote, 1989

1 comentário:

  1. É um amor sufocante!! Amar é também dar liberdade para o outro respirar.
    Beijo!

    ResponderEliminar