terça-feira, 4 de julho de 2017

Pétala nº 1866

“Não há nada como o ciúme para absorver o ser humano por inteiro.” 

Milan Kundera, escritor checo (1929-), in “A valsa do adeus”,Publicações Dom Quixote, 1989

Sem comentários:

Enviar um comentário