terça-feira, 11 de julho de 2017

Pétala nº 1873

“Minha mãe achava estudo a coisa mais fina do mundo. Não é. A coisa mais fina do mundo é o sentimento.” 

 Adélia Prado, poetisa, professora, filósofa e contista brasileira (1935-) 

(Pétala enviada por Tais Luso.)

1 comentário:

  1. Cada vez que leio isso, mais concordo com Adélia!
    De que adiantam outras coisas sem sentimentos? De que vale 100 diplomas, casas de veraneio, aviões e grana sobrando se há uma montanha de frieza junto? Gente equivocada, estou vendo isso aqui tão de perto...
    Beijo, querida.

    ResponderEliminar